Instituto Açoriano de Cultura Página inicial | Arquivo de Newsletters | Associe-se | Contactos | Mapa do site
Newsletter
 
 

N.º 12  11/05/2005

Exposição «Arquitectura do Ramo Grande»

No próximo dia 16 de Maio (2ª feira do Espírito Santo), pelas 19h00, no Auditório do Ramo Grande, ilha Terceira, o IAC-Instituto Açoriano de Cultura inaugura uma exposição sobre a Arquitectura do Ramo Grande, com uma conferência sobre o tema a proferir pelo Arqº João Vieira Caldas.

A exposição recorda que a região da ilha Terceira denominada por Ramo Grande, tradicionalmente conhecida pela riqueza da sua produção agropecuária, pela raça dos bovinos que forneceram a força de trabalho necessária aos trabalhos agrícolas e pelo brilho das festividades em honra do Espírito Santo, salienta-se ainda hoje pela singularidade da sua arquitectura expressa nas casas rurais de lavrador abastado.

Esta arquitectura, constantemente referida desde que Vitorino Nemésio chamou a atenção, no Corsário das Ilhas, para este “habitat rural tão nobremente urbano”, nunca foi, contudo, alvo de qualquer estudo sistemático e científico.

Partindo do impulso dado pela investigação realizada em torno do Inventário do Património Imóvel do Concelho da Praia da Vitória, acrescido de um levantamento específico posteriormente efectuado, o IAC-Instituto Açoriano de Cultura – com o objectivo de dar mais um passo no conhecimento e divulgação do tema da Arquitectura do Ramo Grande e, simultaneamente, contribuir para a sua preservação e valorização – realizou esta exposição integrada por 12 painéis.

O IAC-Instituto Açoriano de Cultura reconhece que as casas antigas, para se manterem habitáveis e satisfazerem as exigências da vida actual, necessitam, inevitavelmente, de obras de recuperação, adaptação e conservação. Porém, muitas vezes, mesmo com as melhores intenções, estas obras introduzem alterações na proporção, nos processos construtivos e nos materiais de acabamento, pondo em causa as suas principais características ou até mesmo tornando-as irreconhecíveis.

Para que estas situações não se verifiquem, o IAC-Instituto Açoriano de Cultura entende que deve proceder-se com o maior cuidado e recorrer-se sempre ao acompanhamento de técnicos competentes, sob pena de se perder a riqueza e a especificidade da Arquitectura do Ramo Grande, enquanto principal valor patrimonial de conjunto do Concelho da Praia da Vitória.

Esta exposição, que estará patente ao público no Auditório do Ramo Grande de 16 de Maio a 19 de Junho, será apresentada no Centro Cultural e de Congressos de Angra do Heroísmo, de 27 de Junho a 10 de Julho, no âmbito do Congresso Internacional de Narrativa Oral.