Instituto Açoriano de Cultura Página inicial | Arquivo de Newsletters | Associe-se | Contactos | Mapa do site
Newsletter
 
 

N.º 16 28/04/2009

Sai do prelo nova publicação do IAC História Ilustrada da Arquitectura dos Açores


Acaba de sair do prelo uma nova publicação do IAC-Instituto Açoriano de Cultura, intitulada História Ilustrada da Arquitectura dos Açores, da autoria do arquitecto e historiador de arquitectura José Manuel Fernandes. Obra que se insere no conjunto de publicações com que este Instituto decidiu associar-se à comemoração do 25º aniversário da inscrição da Cidade de Angra do Heroísmo na Lista dos Bens Património da Humanidade da UNESCO em 1983.
Esta obra, traça uma primeira abordagem global no domínio da História da Arquitectura nos Açores e abrange todas as ilhas do arquipélago e os seus dezanove concelhos, desde os primórdios do povoamento até à actualidade, nos vários quadros religioso, militar, civil e doméstico, divididos nos seguintes capitulos:

I – Introdução: Enquadramento e contexto, Geografia e História. Dos séculos XV e XVI aos séculos XVIII e XIX. O tempo de Novecentos

II - As cidades e demais povoações, a sua relação com o território. Evolução e valores urbano-arquitectónicos

III - A arquitectura erudita (militar, religiosa, civil e doméstica). Manuelino e Classicismo, o “Estilo Chão”, o Neo-classicismo e o Romantismo

IV - A Arquitectura popular, urbana e rural

V - Os sécs. XIX e XX – Urbanismo, arquitectura, as transformações e a evolução. Do Romantismo Oitocentista ao Modernismo Novecentista

VI - As arquitecturas, dos anos 1900 aos anos 1970: Ecletismo, Arte Nova, Art Deco, Modernismo, Português Suave, a Arquitectura Moderna dos anos 1950-60

VII – Aproximação da Contemporaneidade: o pós-modernismo e o final do século. A transição dos séculos XX-XXI. Dimensões. Temas, obras e autores.

Neste quadro, o IAC-Instituto Açoriano de Cultura pretende com esta obra colmatar uma lacuna no domínio da Arquitectura nos Açores, apresentando uma ampla sistematização do tema e com ela estruturar um livro com cerca de cento e setenta páginas fortemente ilustrado, que se assumirá como a mais importante referência neste domínio e âmbito geográfico até ao momento publicada nos Açores.

Esta obra, conta com o apoio de diversas Câmaras Municipais, da Direcção Regional das Comunidades, bem como da Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores e é co-financiada pelo INTERREG III B, no âmbito do Projecto Chronos, do qual o IAC-Instituto Açoriano de Cultura foi o Chefe de Fila.