Instituto Açoriano de Cultura
Página inicial | Associe-se | Contactos | Mapa do site
Eventos de 2008
Projectos Agenda Livraria virtual o IAC
 
 
Marcelo Borges
Esquissos
 
Galeria do IAC, Alto das Covas
Inauguração: 11 de Setembro, 18h30

Newsletter
Convite
  O IAC-Instituto Açoriano de Cultura apresenta, na próxima quinta-feira, na sua galeria, ao Alto das Covas, uma exposição de fotografia do fotógrafo micaelense Marcelo Borges intitulada Esquissos, estando a inauguração marcada para as 18h30 do mesmo dia.

Esta exposição, composta por 20 imagens abstractas, apresenta um trabalho maduro de manuseamento da câmara e de aplicação de técnicas pouco usuais no mundo da fotografia.

Na sua apreciação do trabalho, o reconhecido critico de arte José Luís Gordo Porfírio, refere “(…) quando vejo as imagens destes trabalhos fotográficos de Marcelo Borges é do desenho que me lembro e, de algum modo, é do desenho, melhor, de desenhos que se trata, já que o plural se adapta bem à sua variedade, bem como às diferentes memórias que o atravessam, indo dos antigos rayogramas às mais recentes “escritas do sol” de Barbara e Michael Leisgen. O resultado é muito simples, sempre a preto e branco desdobram-se redes, traçam-se signos, escreve-se com luz ou com sombra; a câmara, neste caso, não regista, mais do que o olhar, ela prolonga a mão e inventa espaços, brancos sobre o negro, negros, e cinza, sobre o branco, esta câmara aprende a desenhar.”

Como descreve Jorge Paulus Bruno, Presidente da Direcção do IAC, “encontramos no jovem fotógrafo Marcelo Borges um verdadeiro criativo do mundo da fotografia, com um trabalho profissional e de grande nível, bem como um verdadeiro domínio da técnica. Estamos, pois, muito satisfeitos com a possibilidade de apresentar, pela primeira vez na Terceira, o trabalho de um jovem criador, que apesar de muito novo revela uma grande evolução no seu trabalho.”

Marcelo Filipe Tavares Borges, nasceu em São Miguel, a 17 de Novembro de 1984. Cedo se ligou à fotografia, mas foi como estudante de Arte no Liceu Antero de Quental, em Ponta Delgada, que estendeu os sentidos ao assimilar novas formas e texturas. Nele conheceu e contactou com a câmara escura. Aquela que, mais tarde, vem proporcionar-lhe a possibilidade de expor numa amostra colectiva de fotografia no “9º Colóquio de História da Arte”, realizado em Vila Nova de Gaia e na sua primeira exposição individual “Re-visualizar”, decorrida no Museu de Lagoa, São Miguel.

Decorridos os tempos divulgou a sua fotografia em “m.productions”, Escola Profissional de Capelas, Ponta Delgada; “Agir Humano”, Paços do Concelho da Lagoa; e “Gentes de Fé”, Auditório Municipal de Lagoa, Algarve. Foi ainda seleccionado para as amostras colectivas “Terra Nostra”, “Temas Inéditos da Lagoa”, “Festividades 08”, desenvolvidas pela Associação de Fotógrafos Amadores dos Açores, e “Legados de Um Povo”.

Foi distinguido com duas menções honrosas no Concurso de Fotografia “Festividades 07”, iniciativa do Clube Zoom; Foi 2º Lugar no “1º Aniversário Zoom”, venceu o “II Concurso de Fotografia", da Associação Juvenil do Clube Operário Desportivo e o “II Concurso de Fotografia – Reflexos Açorianos” a nível Açores.
Publicou fotografias e foi capa da revista mensal Saber Açores; nas revistas fotográficas Super Foto Prática, Foto Prática e Foto Plus; e na Atlântida, Revista de Cultura, do Instituto Açoriano de Cultura.

Apesar de auto didacta, dirigiu a formação “Iniciação à Fotografia Digital”, na Escola Secundária de Lagoa e frequentou os cursos de “Introdução à Fotografia de Natureza” e de “Retrato” ambos dirigidos pelos fotógrafo Freelancer profissional António Luís Campos e foi membro do primeiro corpo directivo da Associação de Fotógrafos Amadores dos Açores.
Eventos a decorrer
Eventos previstos
Eventos passados
Última actualização em 2008-09-10