Instituto Açoriano de Cultura
Página inicial | Associe-se | Contactos | Mapa do site
Eventos de 2005
Projectos Agenda Livraria virtual o IAC
 
 
Projecto Atlântico de Arte Digital
INTERREG III FEDER
 
Certame Macaronésio de Jovens Artistas
Exposição
 

O IAC-Instituto Açoriano de Cultura recolhe os trabalhos concorrentes ao prémio
até ao dia 20 de Junho de 2005

Centro Cultural e de Congressos de Angra do Heroísmo
10 de Janeiro a 23 de Janeiro de 2005

Autorização de divulgação de obras (47 Kb)

NOTA AOS ÓRGÃOS DE COMUNICAÇÃO SOCIAL
EXPOSIÇÃO DE DIVULGAÇÃO DO «CERTAME MACARONÉSIO DE JOVENS ARTISTAS»

De 10 a 23 do corrente mês de Janeiro estará patente ao público no Centro Cultural e de Congressos de Angra do Heroísmo, por iniciativa do IAC-Instituto Açoriano de Cultura, uma exposição de divulgação do «Certame Macaronésio de Jovens Artistas».

Esta exposição – que integra 16 painéis e suportes multimédia – pretende incentivar a participação dos jovens açorianos (entre os 15 e 30 anos) num concurso de criação cultural instituído pelo Cabildo de Lanzarote, Canárias.

As áreas de criação através das quais os jovens podem candidatar-se são muito abrangentes: artes visuais (banda desenhada; fotografia; desenho; escultura), audiovisual (curtas metragens de ficção, documentários e vídeo; roteiros para curtas metragens), humanidades (conto; poesia) música (folk; pop rock e música electrónica; música folclórica).

Este concurso, que institui prémios pecuniários e outros, abrange pela primeira vez os Açores (para além também da Madeira e Cabo Verde) e é desenvolvido no âmbito do Projecto Atlântico de Arte Digital – Atlantidigital’ART, que está em desenvolvimento com apoio financeiro do programa Comunitário INTERREG III-B.

Nos Açores, o IAC-Instituto Açoriano de Cultura recolherá os trabalhos concorrentes ao prémio, cujo prazo de entrega decorre até ao dia 20 de Junho de 2005. O respectivo regulamento estará disponível no local, na sede do IAC-Instituto Açoriano de Cultura e na Internet (www.iac-azores.org).

A abertura desta exposição terá lugar no próximo dia 10 de Janeiro, pelas 15:00, no Centro de Cultural e de Congressos de Angra do Heroísmo, e contará com a presença de um representante da Consejera de Juventud e Desporto do Cabildo de Lanzarote e do Presidente da Direcção do IAC-Instituto Açoriano de Cultura, para além de representantes dos restantes parceiros do projecto Atlantidigital’ART (Cabildo de Gran Canaria, Dirección General do Património Histórico, Universidade da Madeira e Almasud Records).

Angra do Heroísmo, 5 de Janeiro de 2005
O Presidente da Direcção do IAC-Instituto Açoriano de Cultura
Jorge Augusto Paulus Bruno

 

REGULAMENTO GERAL

- Poderão participar no Certame Macaronésico para Jovens Artistas todos os jovens residentes nos arquipélagos dos Açores, Madeira, Canárias e Cabo Verde nascidos entre 1 de Janeiro de 1975 e 1 de Janeiro de 1990.

- Nas modalidades nas quais participe um grupo de pessoas, somente uma delas não necessitará cumprir a idade exigida neste Certame.

- Poderão apresentar-se até três obras por modalidade, com excepção da área musical conforme vem especificado no respectivo regulamento.

- Todas as obras apresentadas neste Certame que não se ajustem ao regulamento não serão admitidas.

- O prazo para a apresentação das obras começará no dia 18 de Outubro de 2004 e finalizará no dia 20 de Junho de 2005.

- As obras deverão ser enviadas nos Açores para: IAC-Instituto Açoriano de Cultura, com sede no Alto das Covas – 9700-220 Angra do Heroísmo - Apartado 67 – Açores, Portugal, Tel./Fax (351) 295 214 442, email: iac@iac-azores.org; na Madeira para: Universidade da Madeira, Departamento de Arte e Design, Campo da Penteada – 9000 Funchal; e em Cabo Verde para: Atelier Mar, CP 190 Mindelo, Cabo Verde, Tel. (238) 328 271, Fax: (238) 312 898, email: atmar@cvtelecom.cv; acompanhadas da ficha de inscrição, devidamente preenchida, de fotocópia do B.I. do/s participante/s e do título e nome do/s autor/es da obra.

- As despesas originadas pelo envio das obras a este Certame, assim como com a sua devolução, estarão a carga dos participantes.

- O Governo Insular de Lanzarote declina qualquer responsabilidade derivada de possíveis reclamações de terceiros que possam surgir em relação ao conteúdo das obras apresentadas.

- O júri será composto pelo Conselheiro da Juventude e Desportos, ou por pessoa em quem ele delegue, e por pessoas especialistas em cada uma das modalidades, para além de um membro do Serviço Insular de Juventude do Cabildo Insular de Lanzarote que desempenhará as funções de secretário, sem direito de voto. O decisão do júri será público, definitivo e inapelável.

- O júri poderá declarar que não houve nenhum vencedor em qualquer uma das áreas, podendo, no entanto, atribuir prémios de consolação.

- O Serviço Insular de Juventude do Cabildo de Lanzarote reserva-se ao direito de modificar as datas referidas neste regulamento, dando conhecimento público disso através da imprensa.

- As obras premiadas tornam-se propriedade do Serviço Insular de Juventude do Cabildo de Lanzarote, que se reserva ao direito de as utilizar ou de as ceder nas condições que entender adequadas, respeitando o direito de propriedade intelectual dos seus autores.

- As obras apresentadas e seleccionadas serão expostas em lugar a designar. As não seleccionadas poderão ser levantadas no prazo de 30 dias a partir do decisão do júri.

- Qualquer dúvida que possa surgir da interpretação do presente regulamento será resolvida pela organização.

- A participação neste Certame pressupõe a total aceitação deste Regulamento Geral.

BANDA DESENHADA

I. Poderão apresentar-se historietas e capas inéditas, tanto em preto e branco como a cores.

II. O formato a apresentar será do tamanho único A3 e com uma extensão máxima de quatro páginas. O tema e a técnica serão livres.

III. Estabelece-se um único prémio de 2.000€. O júri poderá estabelecer até dois prémios consolação, sem dotação económica.

FOTOGRAFIA

I. Esta modalidade tem duas categorias: Fotografia Individual e Série Fotográfica. Em ambas as categorias, o tema e a técnica serão livres. As fotografias deverão ser apresentadas em papel fotográfico, sem moldura e correctamente protegidas para transporte (em papelão, cartolina, chapa, etc.), em formato mínimo de 18x24cm e máximo de 50x70cm.

II. Na categoria de Série Fotográfica, o número mínimo deve ser de 3 fotografias.

III. Estabelece-se um único prémio de 2.000€ por categoria. O júri poderá estabelecer até dois prémios consolação, sem dotação económica.

DESENHO

I. O tema será o cartaz anunciante da próxima edição deste Certame.

II. A técnica será livre, desde que o resultado possa ser impresso.

III. As medidas serão de 50x70cm.

IV. Estabelece-se um único prémio de 2.000€. O júri poderá estabelecer até dois prémios de consolação, sem dotação económica.

ESCULTURA

I. Deverão apresentar-se nesta modalidade obras originais e inéditas.

II. O tema, a técnica e as dimensões serão livres.

III. Estabelece-se um único prémio de 2.000€. O júri poderá estabelecer até dois prémios de consolação, sem dotação económica.

CURTA METRAGEM DE FICÇÃO, DOCUMENTÁRIO E VÍDEO

I. São estabelecidos três categorias nesta modalidade: Curta Metragem de Ficção, Curta Metragem Documental e Vídeo Criação. O tema e a técnica serão livres.

II. As obras poderão apresentar-se no suporte que o autor considere mais adequado.

III. A duração máxima das obras será de 15 minutos.

IV. Junto com a obra, num envelope à parte, deverá figurar a ficha técnica e a sinopse da curta metragem.

IV. Estabelece-se um único prémio de 2.000€ por grupo. O júri poderá estabelecer até dois prémios de consolação, sem dotação económica.

ROTEIRO PARA CURTA METRAGEM

I. O roteiro apresentado deve ser escrito em Espanhol ou em Português e deverá ser original e inédito. A obra apresentar-se-á em quatro vias, em formato A4 sem encadernar, e também em suporte informático (disket 1.44 Mb ou CD Room), e será enviada num envelope fechado, constando no exterior do mesmo o título da obra.

II. A temática é livre, aceitando-se documentos ou obras de ficção. Terão uma extensão máxima de 40 páginas, digitadas e impressas numa só face da folha, apresentando-se também uma sinopse do argumento numa página. O curta metragem a ser realizada terá uma duração não inferior a 5 minutos e nem superior a 30 minutos.

III. Estabelece-se um único prémio de 2.000€. O júri poderá estabelecer até dois prémios consolação, sem dotação económica.

CONTO

I. Estabelecem-se duas categorias: Júnior (nascidos entre 1 de Janeiro de 1983 e 1 de Janeiro de 1990) e Sénior (nascidos entre 1 de Janeiro de 1975 e 31 de Dezembro de 1982).

II. As obras serão apresentadas em Espanhol ou em Português, sendo o tamanho destas de 5 folhas no mínimo e de 10 folhas no máximo, digitadas com espaço duplo e numa só face da folha A4. Também deverão apresentar-se em suporte informático (disket 1.44 Mb ou CD Room). As obras apresentadas deverão ser originais e inéditas.

III. Estabelece-se um único prémio de 2.000€ por categoria. O júri poderá estabelecer até dois prémios de consolação, sem dotação económica.

POESIA

I. Estabelecem-se duas categorias: Júnior (nascidos entre 1 de Janeiro de 1983 e 1 de Janeiro de 1990) e Sénior (nascidos entre 1 de Janeiro de 1975 e 31 de Dezembro de 1982).

II. As obras serão apresentadas em Espanhol ou em Português, sendo a extensão mínima de 30 versos e máxima de 70, digitados com espaço duplo e numa só face de folha em formato A4. Também deverão apresentar-se em suporte informático (disket 1.44 Mb ou CD Room). As obras apresentadas deverão ser originais e inéditas.

III. Estabelece-se um único prémio de 2.000€ por categoria. O júri poderá estabelecer até dois prémios de consolação sem dotação económica.

POP ROCK e MÚSICA ELECTRÓNICA

I. Os grupos participantes deverão remeter uma maqueta, em DAT, CD Audio (maqueta), disco ou vídeo, gravados recentemente, com a maior qualidade possível, com quatro temas musicais. As maquetas apresentadas deverão ser originais e inéditas. Serão admitidas em qualquer idioma e em qualquer estilo e variações do Pop Rock, assim como da Música Electrónica.

II. O júri seleccionará, através da audição prévia das maquetas, quatro concorrentes, os quais participarão num concerto público, organizado pelo Governo Insular de Lanzarote, após o qual o júri designará o ganhador.

III. Estabelece-se um único prémio de 2.000€. O júri poderá estabelecer até dois prémios de consolação, sem dotação económica.

MÚSICA FOLCLÓRICA

I. Este tema tem duas categorias: Grupos e Solistas, que deverão interpretar música folclórica da região macaronésica. Na categoria de Grupos só uma das pessoas poderá não cumprir a idade exigida para a participação neste Certame, sempre e quando não actue como solista.

II. Deverão apresentar um DAT, CD Audio (maqueta), disco ou vídeo, gravados recentemente, com a maior qualidade possível, com quatro temas musicais.

III. O júri seleccionará, através da audição prévia das maquetas, quatro concorrentes, os quais participarão num concerto público, organizado pelo Governo Insular de Lanzarote, após o qual o júri designará o concorrente ganhador.

IV. Estabelece-se um único prémio de 2.000€. O júri poderá estabelecer até dois prémios de consolação, sem dotação económica.

FICHA DE INSCRIÇÃO

Eventos a decorrer
Eventos previstos
Eventos passados
Última actualização em 2005-10-17